Aventura & Offroad   Aventura & Offroad

Voltar   Aventura & Offroad > Lista Geral > Modelismo
Portal Fórum A&O Shop Motos Bikes Náutica Pesca Surf Camping

Modelismo Categoria Geral de Modelismo
Descrição:Faça você mesmo, a baixo custo!

English   Italiano   Français   Español   Deutsch   Русский   中文   日本語   Nederlands   עברית   Ελληνική   العربية   한국어

A&O                             Anuncie Aqui

Construindo compressores com motor de geladeira

Resposta
Visitas: 208738 - Respostas: 103  
LinkBack Opções do Tópico Modos de Exibição
Antigo 27/07/08, 23:46   #1 (permalink)
Membro Avançado
 
Avatar de Irineu Aberobaldo
 
Registrado em: Fev 2008
Cidade: São Paulo
Idade: 40
Posts: 2.750


Ver Perfil de Irineu Aberobaldo   Ver Álbum de Fotos de Irineu Aberobaldo   Ver Garagem de Irineu Aberobaldo   Adicionar Irineu Aberobaldo aos Seus Contatos   Ver Grupos A&O

Agradecer Post: 286
Agradecido 966 vezes em 588 Posts
Reputação: 74
Irineu Aberobaldo Muito bomIrineu Aberobaldo Muito bomIrineu Aberobaldo Muito bomIrineu Aberobaldo Muito bomIrineu Aberobaldo Muito bom
Enviar mensagem via Skype para Irineu Aberobaldo
Padrão Construindo compressores com motor de geladeira

construção de um compressor com motor de geladeira: uma sugestão parte I



Amigos, hoje, para pinturas, eu me valho de um compressor da empresa aeromax, modelo ae-40. Esse compressor é extremamente silencioso, e possui vários mecanismos internos para equalização da pressão, algo imprescindível para aerografia de qualidade, e custa, hoje, algo em torno de R$ 800,00. Porém, esse modelo de compressor pode facilmente ser construído em casa, com um motor de geladeira, a um custo efetivamente menor.

Segue, então, um step-by-step, gentilmente cedido pelo modelista Fernando Galdiano:

OBJETIVO DESSE ARTIGO Este tópico não tem a finalidade de encerrar as dúvidas que existem sobre o assunto, pois elas surgem dependendo das escolhas do tipo de reservatório, do tipo de motor, da facilidade em adquirir as peças necessárias, e da disponibilidade financeira do plastimodelista. Por esta razão, este ele vem apenas ilustrar os passos da montagem, as experiências e dificuldades e também explicar alguns conceitos que ajudarão os colegas de hobby a montarem seu próprio compressor, com sucesso.
O meu compressor consiste em um motor (que no caso será o motor de geladeira, de 1/8 de CV cavalo-vapor, mas pode ser de potência maior), um reservatório para o ar comprimido (que neste modelo de compressor foi usado o cilindro reservatório de ar de freio de caminhão) e as válvulas e conexões necessárias ao funcionamento seguro do compressor.


LISTA DE MATERIAL
a)Um motor de geladeira de 1/8 de CV, podendo ser de ¼. Pode ser recondicionado ou novo. Muitos usam motores de ar-condicionado residencial com sucesso. Normalmente é vendido já com um relê térmico que o protege como se fosse um disjuntor, em caso de aquecimento excessivo. Na foto abaixo, observe o pequeno filtro de ar, adaptado na entrada de ar do motor. Ele serve para evitar que impurezas e excesso de umidade proveniente do ar entrem no motor e diminuam sua vida útil. Alguns colegas, usam filtros de gasolina para veículos, outros adaptam outros tipos de filtro. O importante é filtrar o ar de impurezas. Na outra foto, o relê térmico, para proteger o motor. Normalmente o motor já vem com este componente. Existe também um componente elétrico que se chama CAPACITOR ELETROLÍTICO. Ele serve como (explicando em poucas palavras) um auxiliar na partida do motorzinho de geladeira, aumentando a sua vida útil. É um componente dispensável, mas altamente recomendável, e é barato. Quando comprar, dê uma "chorada" que o vendedor já te vende o motorzinho com o relê-térmico e o capacitor instalados nele!



b) Um cilindro reservatório de ar de freio de caminhão. De vários formatos e tamanhos (os cilindros de caminhões antigos normalmente são mais gordos parecendo botijões de gás, hoje em dia são mais finos e compridos) podem ser usados sem receios, pois suportam pressão e calor muito grandes quando em funcionamento nos caminhões, além de estarem “embebidos” em óleo internamente o que dificulta a ação de ferrugem em seu interior. Outros tipos de cilindros podem ser usados como reservatórios, como por exemplo, cilindros de extintor de CO2 e cilindros de gás de ar condicionado. Em termos de espessura das paredes, o cilindro de extintor de CO2 é muuuito grosso, logo depois vem o cilindro de freio de caminhão e em seguida o cilindro de gás de ar-condicionado. Quanto mais grossa a parede do cilindro, mais seguro ele é. Pense nisto na hora de adquirir o seu reservatório.

Foto 3: Nesta foto, o cilindro ao lado de um galãozinho de 5 litros, para comparação do tamanho.
c) Válvula de segurança. Para explicar a função desta válvula vou usar como exemplo a panela de pressão que usamos em um fogão. Quando a pressão interna da panela de pressão aumenta a um ponto extremo, o vapor começa a escapar pela válvula de segurança no alto da tampa da panela de pressão. No nosso compressor caseiro, quando a pressão interna do cilindro reservatório chega a limites pré-estabelecidos, a válvula de segurança se abre, liberando o excesso de ar comprimido, evitando assim, acidentes e danos materiais.


Foto 4: A Válvula de Segurança.
d) Válvula de retenção. Também chamada de válvula unidirecional. A função desta válvula, como o nome explica, é reter o ar que o motorzinho comprimiu dentro do cilindro. O ar sob pressão, dentro do cilindro, não retorna ao motorzinho de geladeira devido à ação da válvula de retenção. Ela também é chamada de válvula unidirecional porque o ar flui através dela numa única direção, ou seja, do motorzinho de geladeira para dentro do cilindro. Esta válvula também ajuda a não sobrecarregar o motorzinho durante o processo de enchimento do cilindro.
Foto 5: A válvula de retenção, também chamada válvula unidirecional.

e) Válvula Dreno. Durante o processo de compressão de ar no cilindro ocorre o aparecimento de umidade, proveniente da unidade relativa da nossa atmosfera e gotículas de óleo que o motor de geladeira acaba “cuspindo” junto com o ar que ele comprime. Esta umidade e este óleo de tempos em tempos têm que ser “expurgado” ou seja, drenado para fora do cilindro. Por esta razão é que, na parte mais baixa do cilindro devemos instalar sempre uma válvula dreno, ou simplesmente dreno. Existem vários modelos de drenos (algumas lojas vendem estas válvulas com o nome de expurgador), alguns se parecem uma torneirinha, outros tem um anel que é puxado e assim libera o ar e a umidade e o óleo saem juntos com este “sopro” de ar. É por esta razão que alguns modelistas acabam por instalar uma válvula de segurança também no lugar do dreno. Quando é pra ser drenada a umidade, basta puxar a argola da válvula de segurança (a que foi instalada como dreno) uma ou duas vezes. É o suficiente.

Foto 6: Válvula dreno. Pode ser encontrada com o nome de “expurgador” ou “registro”.
f) Pressostato. Este é um equipamento importante. Ele funciona com base na pressão interna do cilindro. Eu comprei um da marca Mar-Girius modelo 35100, mas que pode ser procurado nas lojas como “modelo 80-120”. Estes números significam exatamente a pressão mínima em que ele liga o motor de geladeira e a pressão máxima em que ele desliga o motor. Você vai usando o ar comprimido do cilindro e a pressão interna vai caindo...Quando ela chega a 80 PSI o pressostato liga o compressor. Quando a pressão interna chegar a 120 PSI o pressostato desliga o motor.

Foto 7: Pressostato. Modelo com Válvula de Alívio integrada.

Ainda sobre o pressostato, existe um detalhe sobre seu funcionamento. Alguns pressostatos são vendidos com uma pequena válvula lateral chamada “Válvula de Alívio”, outros modelos vem sem esta válvula. Por quê se chama Válvula de Alívio? Porque no final da operação de enchimento do cilindro, no momento em que o pressostato desliga o motorzinho de geladeira, esta válvula de alívio se abre, liberando o ar existente no interior do cano de cobre que vem do motorzinho e entra na válvula unidirecional (ou de retenção), ALIVIANDO, a força que o motorzinho terá pra dar a primeira bombeada de ar numa próxima ativação do motorzinho pelo pressostato. Este procedimento é automático: No instante em que os contatos do pressostato desligam o motor, a válvula de alívio é aberta, deixando escapar o ar (no circuito entre o motorzinho e a válvula unidirecional) que “atrapalharia” o motor no seu próximo bombeamento de ar.

Foto 8: Válvula de Alívio em destaque.
E abaixo fotos que ilustram o caminho do ar entre o motorzinho e a válvula de retenção (com pressão, na foto 9) e já com o caminho livre, por causa da abertura da válvula de alívio, para o próximo acionamento do motorzinho de geladeira (foto 10). Quando o motorzinho ligar novamente, ele vai girar livre, pois não haverá ar preso no cano que sai dele e entra na válvula de retenção.
Foto 9 - Ar sob pressão no circuito.
Foto 10 - Excesso de Pressão já foi liberado através da ação da válvula de alívio.
g) Filtro Regulador com Manômetro. O filtro regulador, como o nome já diz, é um filtro que instalado na saída de ar do cilindro, regula a pressão do ar que entrará no aerógrafo através de um botão regulador. Girado em sentido horário, aumenta a pressão que sairá do cilindro. Em sentido anti-horário a pressão será menor. O manômetro acoplado serve exatamente para que você tenha precisão e controle sobre a pressão de saída. Dependendo do tipo de pintura que será feita no kit, o aerógrafo necessita de uma determinada pressão. O tipo de diluição da tinta utilizada na pintura do modelo pode demandar também de uma pressão maior para poder ser usada a contento pelo aerógrafo. Usando uma tinta mais diluída, mais líquida a pressão do ar no aerógrafo pode ser bem pequena, talvez 10 ou 15 PSI já produzam boas pinturas. Já uma tinta um pouco mais leitosa, mais encorpada ou até mesmo tintas especiais, podem requerer um pouco mais de pressão no aerógrafo. Cada modelista usa a pressão que melhor produz o resultado que ele quer, por esta razão é que este filtro regulador é tão importante num compressor. É bom lembrar que pressões excessivas no aerógrafo podem danificá-lo. Além disto, o filtro regulador filtra o ar que sai do cilindro, eliminando a umidade natural do ar sob pressão e retirando qualquer impureza que tenha passado pelo filtro de ar do motorzinho de geladeira.
Foto 11 : o princípio de funcionamento do Filtro Regulador com manômetro.
h) Manômetro de Pressão. O manômetro é um instrumento que indica a pressão interna (pode ser usado em fluídos e gases) do cilindro. É muito importante que ele esteja posicionado em um local visível, pois você perceberá que durante a utilização do compressor, você irá verificar quase que instintivamente a pressão interna do cilindro várias vezes durante suas pinturas, pois como o motor de geladeira é muito silencioso (ideal pra quem reside em apartamentos) você terá apenas este sinal de que o cilindro está esvaziando ou enchendo. A menos que você tenha instalado uma lãmpada piloto no pressostado, você só saberá que o cilindro está se enchendo de ar através do ponteiro do manômetro, pois o motor de geladeira é super silencioso, acredite !
Não se confunda: No compressor, são dois manômetros: O manômetro do cilindro mede a pressão interna do cilindro (óbvio !), e o manômetro do filtro regulador mede a pressão que o aerógrafo vai trabalhar.

Foto 12 : Manômetro do cilindro.

Última edição por Daniel Vecci : 28/07/08 às 09:51.
Irineu Aberobaldo está offline   Responder com Quote
XJ 97 MEC (BULÂNCIA); LAND 51 (LANDECO-PETROLINO); DIPLO 92 (trovão azul) e VW 1200 66 (Brasilino)
Os Seguintes 9 Usuários Agradeceram Irineu Aberobaldo por este Post:
buggyman (05/02/10), Kanduxo (14/08/11), kuturnu (21/06/11), MAAffX (02/03/10), MarcioBig (30/09/10), oskrmarinho (22/04/11), tibirico (22/02/11), Túllio (27/01/11), wolphtt (24/10/10)
Links Patrocinados
Segurança na Trilha                             A&O Shop
Antigo 27/07/08, 23:51   #2 (permalink)
Membro Avançado
 
Avatar de Irineu Aberobaldo
 
Registrado em: Fev 2008
Cidade: São Paulo
Idade: 40
Posts: 2.750


Ver Perfil de Irineu Aberobaldo   Ver Álbum de Fotos de Irineu Aberobaldo   Ver Garagem de Irineu Aberobaldo   Adicionar Irineu Aberobaldo aos Seus Contatos   Ver Grupos A&O

Agradecer Post: 286
Agradecido 966 vezes em 588 Posts
Reputação: 74
Irineu Aberobaldo Muito bomIrineu Aberobaldo Muito bomIrineu Aberobaldo Muito bomIrineu Aberobaldo Muito bomIrineu Aberobaldo Muito bom
Enviar mensagem via Skype para Irineu Aberobaldo
Padrão construção de um compressor com motor de geladeira: uma sugestão parte II

construção de um compressor com motor de geladeira: uma sugestão parte II


HISTÓRICO DA MONTAGEM -
A BUSCA PELO CILINDO (RESERVATÓRIO)
Comecei procurando por um cilindro em oficinas de caminhão, em ferros-velho, desmanches. Encontrei muitos cilindros de CO2, mas que estavam em péssimo estado. Alguns tinham até furos de ferrugem, outros simplesmente estavam com a rosca superior tão deteriorada e gasta que não botei muita fé. Conversando com técnicos em recarga em extintores de incêndio, fui informado de que o cilindro de CO2 chamado de “condenado” pode ser usado com segurança pra o nosso compressor caseiro. Quando ele é chamado de “condenado” é porque a sua rosca superior não suportará mais as elevadas pressões a que é submetido o CO2, mas que para o nosso hobby e para as pressões usadas (no nosso caso, até umas 140 PSI aproximadamente) ele serve perfeitamente. SALIENTO que para usar um cilindro de CO2 o ideal é que seja feito um teste hidrostático nele. Neste teste, realizado em empresas de recarga de extintores, pode-se determinar com precisão, qual a pressão máxima que determinado cilindro suporta. É um teste barato, não mais que R$ 30,00. É confiável.
Encontrei o meu cilindro em uma sucataria, a princípio achei que ele fosse pequeno, depois analisando muito bem suas formas, acabei por comprá-lo. Foi vendido a preço de quilo e paguei barato. R$ 10,00.
Ele estava em boas condições. A pintura era um vermelho chassi de caminhão, um tipo de cor de vinho, já bem desgastada. Não havia pontos de ferrugem e suas roscas possuíam ainda registros. Seu interior estava “embebido” em fluido de freio ainda. Nem a ferrugem nem a umidade haviam atacado este cilindro. Foi realmente muita sorte encontrá-lo em tão bom estado de conservação.


PREPARAÇÃO DO CILINDRO
Encontrado o cilindro, uma boa lavada em um posto de gasolina usando óleo diesel para desengordurá-lo, jato forte de água para retirar quaisquer incrustações. Um bom banho novamente, agora usando thinner. Uma dose generosa de ar comprimido pra secar totalmente o interior, um bom banho de sol e ele está praticamente pronto pra ser lixado e preparado para a pintura. Antes da pintura, mandei soldar mais um anel com rosca (serviço de torneiro mecânico) para as conexões e duas chapas finas na parte de trás do cilindro pra fixá-lo verticalmente no carrinho. Tampei os orifícios de suas roscas pra não entrar sujeiras novamente e depois de lixar o cilindro usando lixas 80 e 150 ele ficou pronto para pintura. Primeiras duas demãos de primmer automotivo cinza em spray. Depois de muito bem seco, uma preparada usando lixa 600 e mais 04 demãos de tinta automotiva amarelo. Pintei com rolo de pintura, intercalando as demãos com uma preparação usando lixa 600 novamente. Levei mais ou menos uns quatro dias nesta operação, já que o tempo de secagem da tinta deve ser respeitado pra ficar um acabamento decente.
Foto 13: Cilindro pronto para pintura após soldas.

ENCOMENDEI O CARRINHO
Cilindro pintado e pronto mandei um serralheiro fazer um carrinho, usando a idéia de vários outros colegas que montaram com sucesso seus compressores. É um desenho básico e que consiste em um carrinho vertical em formato de “L” em que o cilindro é posicionado em pé e o motorzinho de geladeira fica fixado embaixo. Deve possuir rodinhas na parte de trás e um pé fixo na frente que acaba servindo de freio. Na parte superior um formato que facilite empurrar ou puxar o compressor, já que muitas vezes você vai ter que tirar ele do lugar, pra dona onça poder limpar o chão. Acredite, estas rodinhas traseiras são fundamentais. Mandei soldar um suporte para enrolar o fio do motorzinho de geladeira de modo que ele não ficasse solto e nem caído no chão.

Fotos 14 e 15 : O modelo de carrinho.


Foto 16: Carrinho com suporte (chapa em "L") para fixar o cilindro verticalmente.

A ALMA DO COMPRESSOR: O MOTOR!
Enquanto o carrinho não ficava pronto, fui atrás do motorzinho de geladeira. Usado, mas funcionando perfeitamente. Um amigo foi fazer uma boa ação, buscando uma geladeira que estava sem uso na casa de uma senhora de idade. Ela pediu que ele fizesse este favor pra ela, retirando esta geladeira velha, pois havia adquirido uma geladeira nova. Ele buscou a geladeira e antes mesmo de desmontá-la ele me vendeu o motorzinho dela. R$ 20,00.
Testei esse motorzinho em uma loja de assistência técnica e o técnico amigo meu me disse que o motorzinho estava valente e comprimindo a toda força. Fiquei muito feliz e ele aproveitou e já soldou um flange pra que eu conectasse futuramente um cano de cobre que levaria o ar comprimido até o cilindro. Acabou também soldando as entradas e saídas “sobrantes” e deixou apenas uma entrada de ar e uma saída. Acabou me dando de presente um filtro secador que faz às vezes de filtro de ar e eliminador de umidade na entrada de ar do motor. Este tipo de filtro protege o motorzinho, pois não deixa entrar a umidade natural do ar em contato com suas partes internas. Pintei o motorzinho e fechei com fita crepe a entrada de ar e a saída para evitar a entrada de umidade e partículas de poeira no interior.
Foto 17: Motorzinho já com o filtro secador de ar à esquerda e o flange (conector de latão soldado na saída de ar do motor).
Como citei anteriormente, devemos instalar um filtro na entrada de ar do motor de geladeira. No meu compressor, instalei um filtro secador, usado em aparelhos de refrigeração. Ele filtra o ar e por ter sílica gel em seu interior, ele seca o ar antes que ele entre no motor.

CONSIDERAÇÕES SOBRE O MOTOR DE GELADEIRA
O motor de geladeira é elétrico. Até aí tudo bem. Mas dentro dele existem peças que se movimentam e necessitam de lubrificação. Existe um óleo da marca Texaco que se chama CAPELA e foi especialmente criado para a lubrificação deste tipo de motor.
NÃO USE OUTRO ÓLEO, nem óleo de motor 4 tempos, nem óleo de fígado de bacalhau! Durante o funcionamento do motorzinho, é normal que ele "cuspa" um pouco de óleo junto com o ar que ele envia pro cilindro, desta forma, você pelo menos uma vez por ano (menos tempo, se você utilizar muito o compressor) você deve verificar o nível do óleo do motor. Isto também pode ser feito ao fazer o dreno do cilindro. Se você verificar que está saindo muito óleo junto com a umidade interna do cilindro no momento que você fizer o dreno, significa que está na hora de completar o nível do óleo do motorzinho de geladeira. Como se faz isto? Você vai desconectar o motor do carrinho do teu compressor caseiro, no tubinho onde está conectado o filtro de ar, que é a entrada de ar do motorzinho de geladeira você vai retirar o filtro de ar, colocar uma vasilha com o óleo Capela e ligar o motorzinho. Ao aspirar o ar (estando o tubinho de aspiração mergulhado no óleo), o motorzinho vai sugar o óleo pra dentro dele. Fácil. São aproximadamente 400 ml (quatrocentos mililitros) de óleo.
Veja o desenho abaixo:

A vasilha com o óleo é colocada de forma que, ao ser ligado, o motorzinho "suga" o óleo para dentro dele. Não tem segredo. Outro cuidado diz respeito a temperatura do motorzinho de geladeira. Atente-se vez em quando em tocar com a mão a carcaça do motorzinho de geladeira. Ele normalmente esquenta quando em funcionamento. Se você tocar num motor de geladeira (em uma geladeira) durante o seu funcionamento, verá que ele aquece. Temperaturas muito altas é que são preocupantes. O que é temperatura alta? É quando você não consegue ficar tocando o motor sem se queimar. Neste caso, o óleo do motor precisa ser vistoriado. Esses pequenos cuidados preservarão o seu "companheiro" de hobby !


COLOCANDO TUDO JUNTO
Carrinho pronto. Fixei o motorzinho de geladeira e o cilindro. Comprei uma cruzeta de ferro fundido na medida de 1/4 de polegadas. Aliás, as medidas de roscas e demais conexões são todas nesta medida. Não invente e nem tente nada diferente. Todas as conexões estão na medida de 1/4. Esta cruzeta foi fixada na parte superior do cilindro, já que o manômetro, a válvula de segurança e a mangueira que leva o ar para o filtro regulador foram fixadas nesta posição. Na parte de baixo do cilindro vai o dreno (que como já mencionei pode ser substituída por outra válvula de segurança que funcionará como dreno quando necessário, bastando puxar a sua argola e expelir ar do cilindro uma ou duas vezes). No caso especifico do meu compressor, encontrei apenas um tipo de válvula de retenção aqui em Ribeirão Preto e meu cilindro já possuía um orifício na posição ideal para ela.
Ocorreu que a medida da válvula de retenção era menor do que o orifício que existia no cilindro, por isto tive que adaptar algumas conexões para que estas medidas “casassem”. Precisei usar uma espécie de amortecedor de ar, uma espécie de “antecâmara” para que a válvula de retenção funcionasse corretamente. Caso seu cilindro já possua rocas internas ou orifícios, faça algumas experimentações. Se for o caso, leve seu cilindro até a loja de conexões e faça alguns testes pra ver o que você precisará, antes de mandar que algum torneiro mecânico faça mais orifícios ou roscas desnecessárias. Se eu tivesse feito isto, talvez não tivesse que adaptar conexões pra a válvula de retenção funcionar. Talvez no futuro eu até faça algum upgrade nestas adaptações visando diminuir o seu tamanho. Na atual configuração, funciona perfeitamente. Este amortecedor de ar não é necessário. No meu caso foi uma adaptação necessária.



Fotos 18 e 19: Amortecedor de ar. Na foto da direita aplicação em compressores industriais antigos e alguns novos.
Resolvido o problema da ligação Válvula de Retenção-Cilindro, agora é ligar o motor à Válvula de Retenção.
Como aquele amigo técnico em refrigeração já soldou um flange na saída de ar do motorzinho de geladeira, ficou fácil. Comprei as conexões e usei cano de cobre para esta conexão (alguns colegas, usam mangueiras de alta pressão com sucesso). Conexões em latão. São um pouco mais caras, mas têm a vantagem de se autovedarem devido a um anel interno em latão. Lembro apenas que nestas conexões em latão você não precisa “arrochar” a porca até ficar vermelho de tanto fazer força. Basta fazer a união girando com os dedos e assim que a porca firmar, basta depois disto um quarto de volta para vedar perfeitamente, sem precisar usar fita veda-roscas (teflon). Eu usei teflon nas conexões em ferro fundido. Na cruzeta superior e em algumas conexões inferiores eu usei bastante teflon, pois as conexões em ferro-fundido são um pouco “rústicas” na sua usinagem e acabam ficando com imperfeições fáceis de surgir vazamento de ar.
Depois desta fase foi a vez do pressostato. A instalação não é difícil e ele vem com um “manualzinho” dentro da sua caixa plástica. Basta desparafusar um único parafuso e a tampinha sai. Dentro você encontra o esquema de ligação do cabo de força. O pressostato vai ficar entre a tomada e o motor da geladeira. Ele é um tipo de interruptor, lembre-se. Basta ter esta idéia na cabeça que a montagem fica fácil.
A válvula de alívio do pressostato é ligada à válvula de retenção (vide foto 9).Usei um caninho de cobre também. Conexões em latão. Fácil.
Foto 20: Conduíte flexível que protege a fiação elétrica preso com cinta plástica ao chassi do carrinho.

Última edição por Daniel Vecci : 28/07/08 às 09:52.
Irineu Aberobaldo está offline   Responder com Quote
XJ 97 MEC (BULÂNCIA); LAND 51 (LANDECO-PETROLINO); DIPLO 92 (trovão azul) e VW 1200 66 (Brasilino)
Antigo 27/07/08, 23:54   #3 (permalink)
Membro Avançado
 
Avatar de Irineu Aberobaldo
 
Registrado em: Fev 2008
Cidade: São Paulo
Idade: 40
Posts: 2.750


Ver Perfil de Irineu Aberobaldo   Ver Álbum de Fotos de Irineu Aberobaldo   Ver Garagem de Irineu Aberobaldo   Adicionar Irineu Aberobaldo aos Seus Contatos   Ver Grupos A&O

Agradecer Post: 286
Agradecido 966 vezes em 588 Posts
Reputação: 74
Irineu Aberobaldo Muito bomIrineu Aberobaldo Muito bomIrineu Aberobaldo Muito bomIrineu Aberobaldo Muito bomIrineu Aberobaldo Muito bom
Enviar mensagem via Skype para Irineu Aberobaldo
Padrão construção de compressores com motor de geladeira: uma sugestão parte III

construção de compressores com motor de geladeira: uma sugestão parte III

FINALIZANDO A MONTAGEM
A última fase da montagem: A conexão Filtro regulador-cilindro. Como o filtro regulador vai ser manuseado com freqüência (toda vez que você for usar o compressor) ele tem que ser fixado em um ponto de ancoragem bem firme, fixo e sem oscilações. Se ele for fixado na cruzeta superior do cilindro, ao ser acionado, toda a cruzeta e os componentes que estão conectados a ela acabam sendo forçados. Minimamente é certo, mas essa movimentação é prejudicial e pode ocasionar vazamentos.
No meu compressor, optei por fixar o filtro regulador no próprio carrinho e não no cilindro. O meu filtro já veio com um suporte pronto pra ser parafusado. Fiz dois furos e parafusei usando parafusos de rosca soberba. Ficou muito bom. Da cruzeta superior do cilindro parte uma mangueira própria para altas pressões e ela entra no filtro. Do filtro regulador é que parte a mangueira que levará o ar para o aerógrafo.


Foto 21: Filtro Regulador fixado no corpo do carrinho. Praticidade.
Diagrama das conexões e Aspecto Final da Montagem:



DIAGRAMA DAS LIGAÇÕES ELÉTRICAS
O pressostato é um interruptor, então ele vai ficar entre a tomada e o motor de geladeira! . Não se assuste pensando que você não entende nada de eletricidade. Pode ficar tranquilo. É fácil e não é nenhum bicho de sete cabeças ( Talvez, 5, mas 7 ,não! ). Veja a ligação básica abaixo:

E as conexões elétricas motor de geladeira-pressostato-capacitor eletrolítico-relê-térmico e motor. Pra quem conhece um pouco de eletricidade, não vai haver problemas. Pra quem nunca viu, durante a montagem desta etapa, consulte um colega eletricista ou o técnico em refrigeração (na minha opinião, o mais indicado ) que ele vai te auxiliar a finalizar esta etapa facilmente.


O MEU COMPRESSOR!
E afinal, o compressor.O meu compressor só não tem o componente "D", que é um registro. De resto é exatamente igual ao diagrama. Montado e funcionando ! Eu gastei aproximadamente R$ 350,00.
A mangueirinha azul é apenas uma extensão da mangueira que sai do filtro regulador para o aerógrafo.

Muitos colegas já montaram seus compressores com sucesso, usando como reservatório, cilindro de extintor de incêndio. Lembro apenas que devem ser usados, PREFERENCIALMENTE os de CO2 por terem as paredes internas mais espessas, o que aumenta muito a segurança da montagem e manuseio do compressor. Os de água pressurizada e pó químico não são recomendados, pois têm as paredes muito mais finas e comprometem a segurança. Outros colegas usaram botijões de gás usados em ar condicionado. Eles têm as paredes grossas e suportam pressões relativamente altas. Ao optar por um cilindro deste tipo, faça teste hidrostático nele pra ter certeza de quanta pressão ele agüenta.
Algumas montagens de compressores podem ter configurações diferentes da mostrada aqui. Cada plastimodelista acaba montando da sua forma. O que eu ressalto é a necessidade de termos sempre em mente a segurança. Não economize em válvulas de segurança, nem no pressostato e nem na válvula de retenção. Todos os itens citados neste artigo fazem parte de uma montagem segura e funcional.

ALGUNS MODELOS INTERESSANTES
Abaixo exemplos de compressores caseiros montados. Fotos retiradas da Internet e do Fórum da Webkits.




CONCLUSÃO


Espero que este tópico tenha esclarecido muitas dúvidas. Tive a satisfação de montar o meu próprio compressor caseiro, gastando bem menos do que comprando um pronto. Muitos colegas do Fórum da Webkits me auxiliaram com muito boa vontade. Entre tantos, Firefox, JMResende, MarioCavalcante, Chopper, Fosc , Floripa, Jiap e outros. Desculpem se me esqueci de alguém.
Estou repassando o que eu sei. É o mínimo que posso fazer.

Dúvidas, é só perguntar!
Abraços e fiquem com Deus.

Última edição por Daniel Vecci : 28/07/08 às 09:52.
Irineu Aberobaldo está offline   Responder com Quote
XJ 97 MEC (BULÂNCIA); LAND 51 (LANDECO-PETROLINO); DIPLO 92 (trovão azul) e VW 1200 66 (Brasilino)
Os Seguintes 10 Usuários Agradeceram Irineu Aberobaldo por este Post:
BACALHAU (26/05/11), buggyman (05/02/10), fosfos (20/04/12), gabriel theod (19/05/10), JulioSerpa (06/12/09), oskrmarinho (22/04/11), Petter (02/12/11), rodolfomc (13/09/12), Túllio (27/01/11), wolphtt (24/10/10)
Antigo 28/07/08, 09:43   #4 (permalink)
Membro
 
Registrado em: Fev 2008
Cidade: br
Idade: 40
Posts: 55


Ver Perfil de Daniel Vecci   Ver Álbum de Fotos de Daniel Vecci   Ver Garagem de Daniel Vecci   Adicionar Daniel Vecci aos Seus Contatos   Ver Grupos A&O

Agradecer Post: 51
Agradecido 3 vezes em 3 Posts
Reputação: 0
Daniel Vecci Futura celebridade
Padrão

Irineu a unificação foi necessária devido a semelhança de titulo e o assunto ser praticamente o mesmo e acrescentando, parabéns pelo tópico muito bacana e util, a sua elaboração foi maravilhosa é isso ai garoto

Abraço amigo

Última edição por Daniel Vecci : 28/07/08 às 10:00.
Daniel Vecci está offline   Responder com Quote
Antigo 28/07/08, 10:59   #5 (permalink)
Membro
 
Avatar de RAPOSÃO
 
Registrado em: Jan 2008
Cidade: Paranaguá
Idade: 66
Posts: 350


Ver Perfil de RAPOSÃO   Ver Álbum de Fotos de RAPOSÃO   Ver Garagem de RAPOSÃO   Adicionar RAPOSÃO aos Seus Contatos   Ver Grupos A&O

Agradecer Post: 6
Agradecido 78 vezes em 36 Posts
Reputação: 30
RAPOSÃO Aura espetacularRAPOSÃO Aura espetacularRAPOSÃO Aura espetacular
Padrão Construindo compressores...

Citação: Postado Originalmente por Daniel Vecci Ver Post
Irineu a unificação foi necessária devido a semelhança de titulo e o assunto ser praticamente o mesmo e acrescentando, parabéns pelo tópico muito bacana e util, a sua elaboração foi maravilhosa é isso ai garoto

Abraço amigo
Irineu, era isso mesmo que eu estava precisando. O número que eu calço... Valeu!
RAPOSÃO está offline   Responder com Quote
Para obter alguma coisa que você nunca teve, precisa fazer algo que nunca fez.
Antigo 28/07/08, 17:05   #6 (permalink)
Moderador
Pontos: 80.826, Nível: 100
Pontos: 80.826, Nível: 100 Pontos: 80.826, Nível: 100 Pontos: 80.826, Nível: 100
Atividade: 6%
Atividade: 6% Atividade: 6% Atividade: 6%
 
Avatar de Leo Santis
 
Registrado em: Dez 2007
Cidade: São Paulo
Idade: 41
Posts: 6.140


Ver Perfil de Leo Santis   Ver Álbum de Fotos de Leo Santis   Ver Garagem de Leo Santis   Adicionar Leo Santis aos Seus Contatos   Ver Grupos A&O

Agradecer Post: 1.240
Agradecido 2.063 vezes em 1.159 Posts
Reputação: 86
Leo Santis Aura espetacularLeo Santis Aura espetacular
Enviar mensagem via Skype para Leo Santis
Padrão

Vou dar uma dica que pode ser útil e fácil.

Como o aerógrafo consome pouco ar comprimido pode fazer um "compressor" apenas usando um cilindro de extintor de CO2. Com o extintor vazio, remova a váluvula, como ali é rosca pode-se instalar uma válvula reguladora e um manômetro descente, mangueira de saída, etc.

Até aí é fácil né ? Mas de onde vem o ar pra encher o cilindro ?

Simples, quando precisar encher leva em um posto de gasolina e calibra ele. Pra usar com aerógrafo pode-se pintar muita coisa sem precisar de recarga.

Abs.
Leo Santis está offline   Responder com Quote
Leo Santis
Antigo 28/07/08, 20:56   #7 (permalink)
Membro Avançado
 
Avatar de Irineu Aberobaldo
 
Registrado em: Fev 2008
Cidade: São Paulo
Idade: 40
Posts: 2.750


Ver Perfil de Irineu Aberobaldo   Ver Álbum de Fotos de Irineu Aberobaldo   Ver Garagem de Irineu Aberobaldo   Adicionar Irineu Aberobaldo aos Seus Contatos   Ver Grupos A&O

Agradecer Post: 286
Agradecido 966 vezes em 588 Posts
Reputação: 74
Irineu Aberobaldo Muito bomIrineu Aberobaldo Muito bomIrineu Aberobaldo Muito bomIrineu Aberobaldo Muito bomIrineu Aberobaldo Muito bom
Enviar mensagem via Skype para Irineu Aberobaldo
Padrão

Citação: Postado Originalmente por Leo Santis Ver Post
Vou dar uma dica que pode ser útil e fácil.

Como o aerógrafo consome pouco ar comprimido pode fazer um "compressor" apenas usando um cilindro de extintor de CO2. Com o extintor vazio, remova a váluvula, como ali é rosca pode-se instalar uma válvula reguladora e um manômetro descente, mangueira de saída, etc.

Até aí é fácil né ? Mas de onde vem o ar pra encher o cilindro ?

Simples, quando precisar encher leva em um posto de gasolina e calibra ele. Pra usar com aerógrafo pode-se pintar muita coisa sem precisar de recarga.

Abs.
Eeeeeeeuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuu, hein? Ando lendo pensamentos agora, padrinho????? Era exatamente algo sobre isso que eu iria postar, porque a opção é bem mais econômica....... Mas algo me dizia que a opção com os compressores de geladeira iria mesmo agradar o Raposão........ Sei lá o por quê. Mas achei o projeto a cara dele, coisa assim bem refinada..........
Abraços proceis!
Irineu Aberobaldo está offline   Responder com Quote
XJ 97 MEC (BULÂNCIA); LAND 51 (LANDECO-PETROLINO); DIPLO 92 (trovão azul) e VW 1200 66 (Brasilino)
Antigo 28/07/08, 21:36   #8 (permalink)
Membro Avançado
Pontos: 95.145, Nível: 100
Pontos: 95.145, Nível: 100 Pontos: 95.145, Nível: 100 Pontos: 95.145, Nível: 100
Atividade: 5%
Atividade: 5% Atividade: 5% Atividade: 5%
 
Avatar de Sidnei
 
Registrado em: Jan 2008
Cidade: Mogi Guaçu
Idade: 53
Posts: 5.752


Ver Perfil de Sidnei   Ver Álbum de Fotos de Sidnei   Ver Garagem de Sidnei   Adicionar Sidnei aos Seus Contatos   Ver Grupos A&O

Agradecer Post: 5.611
Agradecido 4.156 vezes em 2.172 Posts
Reputação: 93
Sidnei Jóia brutaSidnei Jóia brutaSidnei Jóia bruta
Enviar mensagem via MSN para Sidnei Enviar mensagem via Skype para Sidnei
Padrão

Citação: Postado Originalmente por Leo Santis Ver Post
Vou dar uma dica que pode ser útil e fácil.

Como o aerógrafo consome pouco ar comprimido pode fazer um "compressor" apenas usando um cilindro de extintor de CO2. Com o extintor vazio, remova a váluvula, como ali é rosca pode-se instalar uma válvula reguladora e um manômetro descente, mangueira de saída, etc.

Até aí é fácil né ? Mas de onde vem o ar pra encher o cilindro ?

Simples, quando precisar encher leva em um posto de gasolina e calibra ele. Pra usar com aerógrafo pode-se pintar muita coisa sem precisar de recarga.

Abs.

Léo: Se colocarmos um by-pass na saída do cilindro será possível utilizá-lo desta forma que citou e tbm da precedente...

ABS

Sidnei está offline   Responder com Quote
SE NÃO TEM SOLUÇÃO... NÃO TEM PROBLEMA!
M38A1 (CJ-5 MILITAR) GM 151-S TURBO-ÁLCOOL (FALCÃO)
MTB PAJERO SPORT SE HPE TDI AUTOMÁTICA (ALBATROZ)
Resposta

Tags
compressores, construindo, geladeira, iiiiii, motor, sugestão

Opções do Tópico
Modos de Exibição

Regras para Posts
Você não pode criar novos tópicos
Você não pode postar mensagens
Você não pode anexar arquivos
Você não pode editar seus posts

BB code está Ligado
Smiles estão Ligado
Código [IMG] está Ligado
Código HTML está Desligado
Trackbacks estão Ligado
Pingbacks estão Ligado
Refbacks estão Ligado


LinkBacks (?)
LinkBack para este Tópico: http://www.aventuraeoffroad.com/aventuraeoffroad/modelismo/809-construindo-compressores-motor-de-geladeira.html
Postado Por Para Tipo Data
Marcas de compressor de ar Este tópico Refback 02/10/13 22:11
RICA RDF Ferromodelista: Pintura Este tópico Refback 15/05/12 22:21
Como Fazer um Compressor para Aerografo Este tópico Refback 18/07/11 15:36
MS BOLHAS Este tópico Refback 17/02/11 18:15
Estação de Toner Este tópico Refback 27/10/09 09:49
Estação de Toner Este tópico Refback 26/07/09 11:23
Estação de Toner Este tópico Refback 21/07/09 19:18

Tópicos Similares
Tópico Tópico Iniciado Por Fórum Respostas Última Mensagem
Construindo arame farpado Irineu Aberobaldo Modelismo 9 05/10/11 08:25


Horários baseados na GMT -3. Agora são 00:33.

A&O                             Anuncie Aqui


Copyright ©2008-2014 Aventura & Offroad